top of page

ACSP estima prejuízo de R$ 81 milhões ao comércio de SP com a greve do Metrô

Os trens das linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha e 15-Prata, que cobrem a capital, ficaram parados na última quinta-feira e durante a manhã de sexta


O comércio na Grande São Paulo pode ter deixado de arrecadar até R$ 81 milhões devido à paralisação ocorrida em linhas do Metrô na última quinta-feira (23) e na manhã de sexta-feira (24), quando a circulação na capital paulistana ficou prejudicada. A estimativa, baseada no volume movimentado diariamente na cidade de São Paulo e na região metropolitana, é do Instituto de Economia Gastão Vidigal da Associação Comercial de São Paulo (IEGV/ACSP).

Na avaliação do economista da ACSP, Ulisses Ruiz de Gamboa, o prejuízo se dá, principalmente, por reduções nas compras "imediatas" e "por impulso" dos consumidores. "Nós estimamos uma perda de até R$ 54 milhões por dia de paralisação e, ao considerar que a paralisação prosseguiu durante a manhã de sexta-feira, o prejuízo pode chegar a R$ 81 milhões. Com a restrição da circulação causada pela paralisação nos dois dias, ficam prejudicados o que chamamos de consumos imediato e por impulso, que são os mais afetados quando há esses tipos de limitações no fluxo de clientes", comenta Ruiz de Gamboa.


FONTE: dcomercio.com.br

コメント


bottom of page