Com foco no digital, rede de farmácias cresce 63% em comparação ao ano passado

Em entrevista ao podcast Mercado & Perspectivas, executivo da Pague Menos explica a estratégia de negócios da rede

O executivo Samir Mesquita, diretor de Estratégia Digital, User and Customer Experience da rede de farmácias Pague Menos, fala sobre os impactos da pandemia da covid-19 no segmento farmacêutico, em entrevista ao podcast Mercado & Perspectivas, da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).


Segundo Mesquita, o setor, que precisou se adaptar rapidamente, mudou o seu posicionamento no mercado. “Antes, farmácia era o último ponto de acesso do cliente; na pandemia, passamos a ser o primeiro”, analisa.

Ainda durante a crise sanitária, a rede implantou uma série de novos serviços – tanto nas lojas físicas quanto nos canais digitais –, como o Clique e Retire e o Ligue e Retire, além da implantação da telemedicina. A empresa também criou um sistema de assinatura para os clientes que utilizam remédios e produtos de uso contínuo. “Inserir o consumidor no centro das estratégias é essencial.”

A partir do foco no digital, o faturamento da companhia, nos canais online, chegou a R$ 189 milhões, representando uma alta expressiva de 63% em relação a 2021.

A rede implementou, ainda, um meio de vendas mediante revendedores online: influenciadores digitais dão dicas de produtos de beleza e saúde, levando o nome da empresa para seus seguidores. “Usamos uma estratégia de social commerce para expandir os negócios, além das lojas físicas.” Além disso, a Pague Menos espera que a fusão com a Extrafarma, concluída em agosto deste ano, gere uma potencialidade ainda maior.

Na entrevista, Mesquita também destaca as expectativas e o que considera tendência para o futuro.

FONTE: fecomercio.com.br