top of page

Confiança do consumidor paulista cresce 3,9% em janeiro, aponta ACSP

O ICCP está no campo otimista desde outubro de 2022 e com a alta deste mês registra 107 pontos


O Índice de Confiança do Consumidor Paulista (ICCP) avançou 3,9% em janeiro, na variação mensal, e chegou aos 107 pontos. O indicador, elaborado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), varia de zero a 200 pontos, sendo que resultados acima dos 100 pontos denotam otimismo do consumidor.


Para Ulisses Ruiz de Gamboa, economista da ACSP, um dos motivos para a melhora da confiança é a percepção positiva das famílias em relação às finanças pessoais ao emprego. “A expectativa futura sobre emprego, renda e a economia brasileira melhora a cada leitura do ICCP”, diz o economista.


O indicador da ACSP apresenta tendência crescente desde maio de 2021, avançando no campo otimista a partir de outubro do ano passado, quando interrompeu a longa permanência no patamar pessimista (abaixo de 100 pontos), iniciada em março de 2020, período de isolamento social.


Na comparação com janeiro de 2022, o ICCP cresceu 23%.


Com a melhora da confiança do consumidor, cresce a disposição para realização de compras de itens de maior valor agregado, tais como carro, casa, geladeira e fogão. Também reflete na maior intenção em investir no futuro, informa a ACSP.


NA CIDADE DE SÃO PAULO

Já o Índice de Confiança do Consumidor da Cidade de São Paulo (ICCSP) se mantém em patamar pessimista (abaixo dos 100 pontos). Mesmo após uma alta de 5,3% em janeiro, o indicador não conseguiu superar os 99 pontos.


Na comparação com igual mês de 2022, o ICCSP cresceu 23,7%.


Segundo a ACSP, a percepção com relação à situação atual e as expectativas futuras são bastante parecidas com as registradas pelo indicador estadual, mostrando melhoras em termos do sentimento sobre emprego e renda no presente e no futuro, o que se reflete em maior disposição a comprar e a investir.



FONTE: dcomercio.com.br

Kommentare


bottom of page