Confira as 10 atividades que mais geram empregos entre os pequenos negócios

O levantamento foi feito pelo Sebrae a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados


O Sebrae identificou as dez atividades econômicas que mais geraram empregos formais no Brasil entre as micro e pequenas empresas (MPE). No topo da lista está a construção de edifícios, com quase 98 mil postos de trabalho criados no ano, seguido por restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas, com 71,9 mil vagas.


O levantamento foi feito a partir dos dados do Sistema do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e considera o acumulado do ano, até agosto de 2022.


Os números revelam ainda que outras atividades relacionadas à construção e negócios do ramo da educação destacam-se como os grandes geradores de oportunidades de emprego entre os pequenos negócios.


Os serviços de engenharia e os serviços especializados para construção aparecem em 6º e 7º lugares, respectivamente, contabilizando 24,7 mil e 24,2 mil vagas de trabalho, nessa ordem.


Por sua vez, as atividades relacionadas à educação também aparecem mais de uma vez na lista. A educação infantil (creche) criou 25,5 mil vagas no período, ficando em 5º lugar; a educação infantil (pré-escola) rendeu 23,1 mil novas vagas (9º lugar); e o ensino fundamental registrou 23 mil vagas (10º lugar).


No acumulado do ano, o Brasil já supera a marca de 1,8 milhão de empregos gerados, sendo as micro e pequenas empresas responsáveis por 1,3 milhão (71,7%). Por outro lado, as médias e grandes empresas criaram 400 mil (21,5%) postos de trabalho.


Confira abaixo a lista das dez atividades econômicas que mais geraram empregos entre as micro e pequenas empresas no acumulado do ano até agosto:

1 - Construção de edifícios - 97,7 mil

2- Restaurantes e outros estabelecimentos de alimentação - 71,9 mil

3 - Transporte de carga rodoviária - 43,4 mil

4 - Serviços combinados de escritório e administrativo - 29,7 mil

5 - Educação infantil (creche) - 25,5 mil

6 - Serviços de engenharia - 24,7 mil

7 - Serviços especializados para a construção - 24,2 mil

8 - Atividades de atenção ambulatorial médicos/odontólogos - 23,7 mil

9 - Educação infantil (pré-escola) - 23,1 mil

10 - Ensino fundamental - 23 mil empregos


FONTE: dcomercio.com.br