top of page

Empresas avançam na implantação do Protocolo ESG Racial

Cristiane Cortez, assessora técnica do Comitê ESG, ressalta importantes ações empresariais durante 1ª Conferência Empresarial ESG Racial

Muitas empresas brasileiras têm avançado na implantação de ações voltadas à equidade racial no mundo corporativo. Exemplos foram expostos na 1ª Conferência Empresarial ESG Racial, realizada nos dias 29 e 30 de novembro, pelo Pacto de Promoção da Equidade Racial, em São Paulo, que obteve apoio institucional da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Cristiane Cortez, assessora técnica do Comitê ESG da Federação, participou do evento, no painel “Governança corporativa comprometida com a equidade racial”. No encontro, ela detalhou os trabalhos feitos pelo comitê junto com empresários.

“Os negócios têm criado áreas voltadas à diversidade e à inclusão da mesma forma que, há 20 anos, passaram a buscar por especialistas em meio ambiente. A temática atualmente em discussão no mundo inteiro, necessita ações afirmativas como por exemplo, processos seletivos inclusivos para trainees e investimento social privado focado em jovens negros que não completaram o ensino médio, empreendedorismo, treinamento e formação técnica. Esta mudança empresarial é uma jornada e precisa ser mais bem comunicada à sociedade”, disse Cristiane.

A assessora ressaltou a importância das políticas internas realizadas pelas empresas, mediante a criação de grupos de afinidade com colaboradores, a fim de debater temas raciais e encontrar formas de tornar o ambiente corporativo mais acolhedor a todos.

Pacto de Promoção da Equidade Racial

O Comitê ESG, inclusive, apoia o Pacto de Promoção da Equidade Racial, iniciativa que propõe implementar um protocolo ESG racial no Brasil. “Detectamos, na primeira reunião do comitê, que as empresas estavam passando pelo desafio da inclusão racial. Por isso, o coordenador do comitê, Luiz Maia, rapidamente convidou um representante do pacto, que no momento estava iniciando, para apresentar ao grupo como aderir e como estimar o índice ESG logo no segundo encontro. E assim, a Fecomercio SP se tornou umas das primeiras apoiadoras institucionais do Pacto. Desde então, temos falado do tema nas reuniões, orientado as empresas e apoiado os eventos do Pacto”, afirmou Cristiane.

Racismo nas relações de consumo

A FecomercioSP também atua na divulgação de ações para o enfrentamento ao racismo nas relações de consumo no Estado de São Paulo, por meio dos princípios elaborados pelo Procon-SP Racial. A cartilha, que contou com a colaboração da Entidade, incentiva boas práticas de combate ao racismo pelo comércio.

Tem dúvidas sobre ESG?

As práticas ESG têm sido, cada vez mais, tema de referência na imprensa e nos debates da sociedade. Para saber mais sobre o assunto, procure a FecomercioSP. A Entidade conta com o Comitê ESG – órgão ligado ao seu Conselho de Sustentabilidade voltado a discussões acerca de legislação, riscos e oportunidades de acordo com os aspectos da sigla (ambiental, social e governança). Neste espaço, as empresas compartilham experiências e obtêm apoio na adoção da agenda ESG.


FONTE: fecomercio.com.br

Comments


bottom of page