top of page

IBGE projeta safra recorde de 307,3 milhões de toneladas para 2023

Se o resultado se concretizar, representará um aumento de 44,2 milhões de toneladas na comparação com 2022


A safra agrícola de 2023 deve totalizar um recorde de 307,3 milhões de toneladas, 44,2 milhões de toneladas a mais que o desempenho de 2022, um aumento de 16,8%. Os dados são do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de junho, divulgado na manhã desta quinta-feira, 13/7, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


O resultado é 1,9 milhão de toneladas maior que o previsto no levantamento anterior, de maio, uma alta de 0,6%. Os produtores brasileiros devem colher 76,9 milhões de hectares na safra agrícola de 2023, uma elevação de 5,2% em relação à área colhida em 2022. Em relação à estimativa de maio, a área a ser colhida cresceu 0,5%.


O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos da safra, que, somados, representam 92,1% da estimativa da produção e 87,2% da área a ser colhida.


Em relação a 2022, houve acréscimos de 4,0% na área a ser colhida de milho (aumento de 1,2% no milho 1ª safra e de 4,9% no milho 2ª safra), de 1,1% na área do algodão herbáceo, de 5,7% na do trigo, de 22,3% na do sorgo e de 6,4% na da soja.


Na direção oposta, houve recuo na expectativa de área colhida de arroz (-5,9%) e feijão (-2,8%).


RECORDES DE PRODUÇÃO

O Brasil deve colher safras recordes de soja, milho, trigo e sorgo este ano, segundo os dados do IBGE. A produção de soja deve somar 148,4 milhões de toneladas, uma elevação de 24,1% em relação ao produzido no ano passado.


Já a produção nacional de milho foi estimada em 124,5 milhões de toneladas, com crescimento de 13,0% ante 2022. A lavoura de milho 1ª safra deve somar 28,1 milhões de toneladas, um aumento de 10,6% em relação a 2022. O milho 2ª safra deve totalizar 96,3 milhões de toneladas, aumento de 13,7% em relação a 2022.


O algodão herbáceo deve alcançar uma produção de 6,9 milhões de toneladas, um avanço de 2,8% ante 2022.


A estimativa da produção do trigo foi de 10,6 milhões de toneladas, alta de 5,8% em relação a 2022.


A produção do arroz foi de 10,0 milhões de toneladas para 2023, queda de 6,0% em relação ao produzido no ano passado.


A produção de sorgo foi prevista em 3,8 milhões de toneladas, alta de 34,0% ante 2022.


FONTE: dcomercio.com.br

留言


bottom of page