top of page

Prática Recomendada ABNT auxilia pequenas empresas que buscam implementar agenda

Documento com linguagem acessível tem diretrizes e critérios que ajudam na identificação do diagnóstico e no estabelecimento de planos para melhorias contínuas

As empresas interessadas em padronizar processos relacionados à gestão corporativa e a questões relacionadas ao impacto de uma empresa na sociedade, no meio ambiente ou na relação com seus stakeholders, podem fazer uso da Prática Recomendada ABNT PR 2030 - ESG.


O documento foi lançado no dia 22 de junho, no Rio de Janeiro, para um público de empresários, federações e sindicatos do comércio de bens, serviços e turismo. A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) participou do encontro organizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Alexsandra Ricci, assessora técnica do Conselho de Sustentabilidade e do Comitê ESG, mediou os painéis do evento voltado para a aplicação de práticas ao setor terciário.


A Prática Recomendada ABNT PR 2030 – ESG é o primeiro documento do Brasil voltada à gestão dos principais conceitos e princípios ESG, orientando os passos necessários para a incorporação deles nas organizações. O documento contempla conceitos, diretrizes e modelo de avaliação e direcionamento para organizações, a partir de critérios ambientais, sociais e de governança. O conteúdo serve como ponto de partida para as organizações de qualquer porte ou setor a identificar os temas ESG aplicáveis ao seu negócio.


“Os desafios globais requerem inovação e padronização, um dos papeis da ABNT. Os padrões, com métricas e medidas, ajudam a resolver problemas facilitando a reprodução. Para isso, nos baseamos nos principais padrões normativos globais internacionais da ISO, além de outros de sustentabilidade que tomamos como fonte de inspiração e referência. Tudo para trazer mais competitividade e segurança às empresas”, explicou Nelson Assal, diretor de normalização da ABNT.


Documento multissistêmico


Na apresentação dos conceitos e diretrizes propostos sobre a agenda ESG, Assal destacou como o Guia foi dividido em três eixos, divididos em 14 temas que chegam em 42 critérios. Vejamos os eixos e seus respectivos temas:


*Eixo ambiental: mudanças climáticas, recursos hídricos, biodiversidade, economia circular e prevenção a poluição.


*Eixo Social: diálogo social e desenvolvimento territorial; direitos humanos; diversidade, equidade e inclusão; relações e práticas de trabalhos e responsabilidade social na cadeia de valor.


*Eixo Governança: governança corporativa; conduta empresarial; práticas de controle e gestão; e transparência na gestão.


“As empresas são uma fonte de geração de valor e a abordagem ESG pode proteger e ampliar esse valor da empresa, principalmente se for compartilhado com a sociedade e o meio ambiente. A Prática Recomendada ABNT PR 2030 - ESG é uma tentativa de atingir as pequenas empresas”, afirmou Assal.


O documento tem linguagem acessível e apresenta diretrizes e critérios que ajudam o empresário na identificação do diagnóstico para, a partir dos pontos fracos e fortes, estabelecer planos de ação para implementar melhorias contínuas.


Saiba mais sobre o Conselho de Sustentabilidade e o Comitê ESG da FecomercioSP.


FONTE: fecomercio.com.br

Comments


bottom of page