Preço do aluguel residencial acumula alta de 15,95% em doze meses

Em 12 meses, a variação é superior à inflação acumulada pelo IPCA e pelo IGP-M

O preço médio dos aluguéis de imóveis no país subiu 1,08% em setembro, resultado que corresponde a uma desaceleração frente à elevação observadas nos cinco meses anteriores: abril (+1,84%), maio (+1,70%), junho (+1,58%), julho (+1,37%) e agosto (+1,30%).

A variação média do aluguel residencial registrada pelo índice superou a inflação mensal ao consumidor medida pelo IPCA/IBGE (-0,29%), bem como o comportamento dos preços da economia brasileira registrado pelo IGP-M/FGV (-0,95%). Os dados são do índice FipeZAP+ e foram divulgados nesta terça-feira, dia 18.

Em 12 meses

Considerando os resultados mensais dos últimos 12 meses encerrados em setembro de 2022, o Índice FipeZAP+ de Locação acumulou uma alta nominal de 15,95%, variação superior à inflação acumulada pelo IPCA/IBGE (+7,17%) e pelo IGP-M/FGV (+8,25%) nesse período. O resultado é o maior para essa janela móvel desde dezembro de 2011, quando o Índice FipeZAP+ de Locação Residencial apresentou um avanço de 17,30% em 12 meses.

Considerando esse horizonte temporal, todas as 25 cidades monitoradas pelo índice registraram elevação nominal dos preços em suas respectivas localidades. Nas capitais, em particular, as variações registradas foram as seguintes: Florianópolis (+33,34%); Fortaleza (+28,56%); Goiânia (+26,01%); Curitiba (+25,18%); Belo Horizonte (+19,21%); Recife (+17,83%); Rio de Janeiro (+16,87%); Salvador (+16,10%); São Paulo (+13,43%); Brasília (+9,17%); e Porto Alegre (+8,23%).

Preço médio do aluguel

Com base em dados de 25 cidades monitoradas pelo Índice FipeZAP+ de Locação Residencial, o preço médio do aluguel de imóveis residenciais foi de R$ 35,74 por metro quadrado em setembro de 2022.

Restringindo-se a comparação para as 11 capitais, São Paulo apresentou o preço médio de locação residencial mais elevado no último período (R$ 44,47/m²), seguida pelos valores médios apurados em: Recife (R$ 40,86/m²), Florianópolis (R$ 37,80m²), Rio de Janeiro (R$ 36,74/m²) e Brasília (R$ 36,56/m²).Já as capitais com menor valor de locação residencial, segundo os dados da última apuração mensal, incluíram as seguintes: Fortaleza (R$ 23,45/m²), Goiânia (R$ 24,71/m²), Porto Alegre (R$ 26,54/m²) e Curitiba (R$ 28,60/m²).

FONTE: exame.com