Preços dos combustíveis registram queda no Estado

Valor da gasolina recuou 10,29% em seis semanas

Os preços dos combustíveis em Minas Gerais estão em queda. De acordo com os dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), em pouco mais de um mês – considerando as semanas encerradas de 16 de julho e de 20 de agosto – houve redução do preço médio da gasolina de 10,29% nos postos do Estado. Quedas também foram vistas nas cotações do etanol, 14,8%, e do diesel, 5,63%.


As reduções são resultados da menor alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) incidente sobre os combustíveis e da queda do Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) do etanol. Além disso, nas últimas semanas, a Petrobras anunciou reduções nos preços de vendas às distribuidoras.


No caso da gasolina, cujo preço médio no encerramento da semana até 16 de julho era de R$ 5,89 por litro, no fechamento da semana de 14 a 20 de agosto, o litro foi cotado, em média, a R$ 5,34, uma queda de 10,2%. A redução tem como principal causa a menor alíquota de ICMS, que, em julho, caiu de 31% para 18% em Minas Gerais.


Considerando a redução apenas nos 20 dias de agosto, a gasolina ficou 2,24% mais barata nos postos do Estado.


Em Belo Horizonte, a queda no litro da gasolina ficou em 10,11% se comparado o preço praticado na semana de 16 de julho – R$ 5,77 – com o observado no fechamento da semana de 20 de agosto (R$ 5,24). No acumulado dos 20 dias de agosto, a queda foi de apenas 0,5%, com o litro cotado a R$ 5,24.


Queda significativa também foi observada nos preços médios do etanol hidratado, tanto em Minas Gerais como em Belo Horizonte. No Estado, entre as semanas de 16 de julho e 20 de agosto, a retração no valor do litro foi de 14,8% com o preço saindo de R$ 4,56 para R$ 3,97. No acumulado de agosto, até o dia 20, a redução foi de 2,77%.


Na Capital, o biocombustível ficou 17,09% mais barato, com o preço por litro saindo de R$ 4,59 em julho para R$ 3,92 em 20 de agosto. Em agosto, a queda ficou em 0,51%

No caso do etanol, a queda do preço tem como uma das influências a redução, anunciada pelo governo do Estado, na base de cálculo usada para a cobrança do ICMS sobre o biocombustível. O valor base caiu de R$ 4,9675 para R$ 4,5033. Segundo informações do Executivo, a redução de R$ 0,46 do PMPF visa diminuir ainda mais o preço nos postos, para melhorar a competitividade do biocombustível para os mineiros e ampliar a geração de empregos.


Os valores cobrados pelo diesel também tiveram redução, ainda que menores que nos demais combustíveis. Em Minas Gerais, o litro do diesel foi comercializado, em média, a R$ 7,10 no encerramento da semana de 14 a 20 de agosto, valor 5,63% menor que os R$ 7,50 observados na semana do dia 16 de julho. No mês, até 20 de agosto, a queda foi de 4,22%.

Em Belo Horizonte, o preço médio do diesel encerrou a semana de 20 de agosto a R$ 7,17 o litro, valor 3,6% menor que os R$ 4,59 praticados em julho. Na parcial do mês, a queda é de 2,09%.


Desde o dia 12 de agosto, o preço médio de venda de diesel da Petrobras para as distribuidoras caiu de R$ 5,41 para R$ 5,19 por litro, uma redução de R$ 0,22 por litro.


Revendas

A queda de preço observada em todos os combustíveis é considerada importante para o setor de revenda. Em nota, o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro) explicou que a redução dos valores nos postos é reflexo dos últimos reajustes da Petrobras, queda de alíquotas do ICMS e da redução do PMPF do etanol.


“Toda medida que reduza o preço dos combustíveis reflete em mais vendas e para o empresariado é ótima notícia, porque representa redução imediata em capital de giro e custo de reposição de estoque”.


FONTE: diariodocomercio.com.br