Produção industrial “derrapa” e se mostra insuficiente para o crescimento da economia

Economix ainda analisa as quedas do índice da S&P Global para o Brasil e do IC-Br

A queda na produção industrial, entre julho e agosto de 2022, mostra que os resultados do setor têm sido insuficientes para o crescimento econômico, conforme dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A análise é do economista André Sacconato para o podcast Economix , da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), desta sexta-feira (7).

“A indústria não consegue se desenvolver, pois falta um caminho de longo prazo. Esta estratégia industrial passaria pela inserção, na cadeia mundial, de suprimentos e pelo foco da educação no mercado”, comenta Sacconato.

O economista ainda destaca os números mais recentes do Índice de Gerente de Compras (PMI) de Serviços da S&P Global para o Brasil e do Índice de Commodities (IC-Br) do Banco Central (Bacen). Ambos os indicadores apresentaram quedas.

Na análise internacional, um balanço da taxa de desemprego nos Estados Unidos e uma avaliação dos reflexos da política de common prosperity na China, bem como de seus possíveis efeitos na economia global.

FONTE: fecomercio.com.br