• Sindtur

Ribeirão Preto gerou mais de 2100 vagas no primeiro semestre: Assistente Administrativo e Vigilante


De janeiro a junho, Ribeirão Preto gerou 2.153 novos postos de trabalho, com destaque para o setor de Serviços, responsável pela contratação de 3.145 trabalhadores e trabalhadoras; o comércio fechou neste período  537 postos de trabalho.


As 10 funções que mais contrataram somam o total de 1.909 pessoas com carteiras assinadas, o que representa 75%  do total de vagas geradas no período. Na lista, Assistente Administrativo vem em primeiro lugar com 378 contratações, Vigilante com 228, Técnico de Enfermagem com 199, Auxiliar de Escritório com 199, Recepcionista com 186, Vendedor em Comércio Atacadista com 169, Cobrador Interno com 167, Motorista de Furgão ou Veiculo Similar com 143, Operador de Telemarketing Receptivo com  125 e Porteiro de Edifícios com 115 contratações.


Entre as 10 funções mais contratadas, a de Vendedor em Comércio Atacadista se destaca com a maior média salarial mensal de R$2.041,94 seguida por Técnico de Enfermagem com R$1.694,45; Motorista de Furgão ou Veiculo Similar com R$1.560,90; Vigilante com R$ 1.554,36; Assistente Administrativo com R$1.414,91; Porteiro de Edifícios com R$ 1.337,11; Recepcionista com R$1.308,28; Auxiliar de Escritório com R$1.297,69; Cobrador Interno com R$1.235,60 e Operador de Telemarketing Receptivo com R$1.134,84.


Entre as funções que mais demitiram nos seis primeiros meses estão: Vendedor de Comércio Varejista com 439  pessoas desligadas de seus postos, Vendedor em Domicílio com 161,  Gerente Administrativo com 86,  Gerente de Vendas 62, Cozinheiro Geral 69, Supervisor Administrativo 74, Gerente Comercial 78, Supervisor de Vendas Comercial 42 e Motorista de Carro de Passeio com 38 rescisões de contrato.


A cidade segue a tendência do ano de 2018: aumento crescente das funções ligadas à saúde, como enfermagem, diminuição das funções de comando intermediário de equipes, como gerente e supervisor, e aumento das contratações de auxiliares e assistentes administrativos. A categoria de Motorista de Carro de Passeio também terminou 2018 entre as que mais demitiram.


Pontos importantes para quem atua em uma das áreas citadas e pretende migrar de área ou está ingressando no mercado de trabalho é que o movimento em se informar e atualizar, deve ser constante.


Fonte: Ismael Colosi

Diretor Regional do Emprego e Relações do Trabalho do  Governo do Estado de São Paulo em Ribeirão Preto e região (2014 – 2018).

26 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

SINDTUR SERVIÇOS © 2020 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS DESENVOLVIDO PELA GV - SOLUÇÕES 360º

Sindtur.org.br