Sete em cada dez novos empregos foram criadas pelos pequenos negócios

De acordo com levantamento realizado pelo Sebrae, desde o início do ano segmento dos pequenos negócios criou mais de 1,1 milhão de postos de trabalho


Os pequenos negócios abriram o segundo semestre de 2022 mantendo o mesmo ritmo de geração de empregos registrado nos seis primeiros meses do ano. De acordo com um estudo feito pelo Sebrae, a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), as micro e pequenas empresas responderam por sete em cada dez vagas de trabalho formais criadas em julho. As MPE apresentaram um saldo positivo de 176,8 mil novas contratações, contra um saldo de 50,6 mil postos de trabalho das médias e grandes, o que corresponde 70,2%.


“Esse é o sétimo mês consecutivo que os pequenos negócios apresentam saldo positivo. A média mensal de empregos gerados pelos pequenos negócios, desde o início do ano, é superior a 160 mil”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles. De acordo com os dados do Ministério do Trabalho e Previdência, no acumulado de 2022, o Brasil já supera a marca de 1,5 milhão de empregos gerados, sendo as micro e pequenas empresas responsáveis por 1,1 milhão (72% do total). Por sua vez, as médias e grandes criaram 327,2 mil vagas (21%).


Setor de Serviços é destaque

Assim como já havia sido registrado em maio e junho, todos os setores, em todos os portes (MPE e MGE), apresentaram saldos de contratações positivos no mês de julho. Entre as MPE, os três setores que mais geraram empregos se mantêm: Serviços (61.996), Comércio (34.469) e Construção (30.661). “Cabe ressaltar aqui que o Serviços que sofreu forte impacto durante a pandemia já se recupera. Um bom exemplo é que, apenas no mês de julho, esse setor contratou praticamente o mesmo número de pessoas que Comércio e Construção juntos”, destaca o presidente do Sebrae.


A forte recuperação do Serviços também é detectada quando se analisa o acumulado do ano. Entre os pequenos negócios, apenas esse setor gerou quase 600 mil postos de trabalho dentre os 1,1 milhão criados pelo segmento. Todos os setores dos pequenos negócios apresentam saldo positivo de geração de empregos. Entre as médias e grandes empresas, o único segmento que continua com saldo negativo é o setor de Comércio.


Principais números

  • As micro e pequenas empresas geraram sete a cada dez empregos em julho de 2022.

  • Desde o início do ano, mais de 1,1 milhão de novos postos foram criados pelos pequenos negócios.

  • Nas MPE, o setor de Serviços continua sendo o principal destaque. Apenas no mês de julho, ele gerou praticamente o mesmo que Comércio e Construção. No acumulado, são quase 600 mil vagas.

  • Todos os setores apresentaram saldo positivo entre as MPE.


FONTE: diariodoturismo.com.br