top of page

Tarcísio contabiliza R$ 40 bi em investimentos privados para SP

Na conta entram valores destinados por concessionárias para obras viárias e também anúncios feitos por multinacionais de diversos segmentos


O governo de São Paulo informou nesta quarta-feira, 3/05, que desde o início do ano o volume de investimentos privados previsto para aportar no estado soma mais de R$ 40 bilhões. Nessa conta entram recursos de empresas vencedoras de licitações e também valores anunciados, embora não garantidos, por empresas de diversos segmentos.


Estão previstos investimentos de R$ 3,4 bilhões para implantação do trecho norte do Rodoanel, valor resultante de leilão vencido pela Via Appia. As obras devem ser concluídas no segundo semestre de 2026.


O governo paulista também destaca a concessão de 600 quilômetros de rodovias do Lote Noroeste ao grupo EcoRodovias, com contrato assinado em abril que prevê R$ 13,9 bilhões em investimentos para obras e operação nas rodovias das regiões de São José do Rio Preto, Araraquara, São Carlos e Barretos.


Na lista de aportes privados previstos para o estado o governo de São Paulo lista também o anúncio feito por oito empresas que totalizam R$ 22,3 bilhões.


Em abril, a Toyota anunciou que investirá R$ 1,7 bilhão na produção de veículos híbridos-flex em sua fábrica em Sorocaba.


A Bracell, do ramo de celulose, anunciou R$ 5 bilhões, sendo R$ 2,5 bilhões na construção de uma nova fábrica em Lençóis Paulista, na região de Bauru, e R$ 2,5 bilhões para custear uma unidade de produção de clorato de sódio e peróxido de hidrogênio para fabricação de celulose na mesma cidade.


Em fevereiro, a Mecalor, que produz máquinas e equipamentos de controle térmico, anunciou investimento de R$ 25 milhões para triplicar a capacidade de produção na capital.

A Sun Mobi prevê R$ 23 milhões na implantação de uma usina solar fotovoltaica em Taubaté, no Vale do Paraíba.


A multinacional norte-americana CloudHQ, desenvolvedora global de data centers, anunciou em março investimento de R$ 15 bilhões na construção de um novo campus em hiperescala em Paulínia.


“Nós vamos criar todas as condições para a instalação desses negócios. E vem muito mais, pois todo dia chega alguém dizendo que vai investir”, disse o governador Tarcísio de Freitas.


FONTE: dcomercio.com.br

bottom of page