Turismo deve ser estimulado de forma segura e consistente


As perspectivas para o turismo a curto e médio prazos foram debatidas no podcast da FecomercioSP, com foco nos impactos sofridos pelo setor com as restrições de circulação impostas na pandemia de covid-19.

“Este prejuízo é irrecuperável, porque o dinheiro só volta para o setor caso um grupo muito disciplinado tenha poupado e vá gastar exatamente com o que planejava antes. Não podemos falar apenas em recuperação, mas também em estimular a atividade de uma forma segura e consistente, para que o empresariado tenha respaldos políticos e econômicos, especialmente tributário, para passar por estes tempos que ainda serão incertos para o turismo”, diz Mariana Aldrigui, presidente do Conselho de Turismo da Federação.

As quedas registradas em 2021 foram constatadas pelo Índice Mensal de Atividade do Turismo (IMAT-SP), elaborado pela FecomercioSP e pelo Observatório de Turismo e Eventos da São Paulo Turismo (SPTuris). “Possivelmente, teremos uma retomada no segundo semestre por causa da vacinação que está avançando, ainda lentamente, mas isso começa a gerar um pouco de confiança”, explica Mansur Bassit, gerente de Pesquisas da SPTuris.

Ouça o podcast: https://www.fecomercio.com.br/noticia/turismo-deve-ser-estimulado-de-forma-segura-e-consistente


Fonte: FecomercioSP | Arte: TUTU