Vendas do comércio caem 0,4% em agosto, diz Boa Vista

A expectativa do birô de crédito é que o aumento do Auxílio Brasil e eventos como a Black Friday e a Copa do Mundo estimulem o setor no final do ano


As vendas do comércio registraram queda de 0,4% entre os meses de julho e agosto, de acordo com dados da Boa Vista que têm abrangência nacional.


Na comparação com agosto de 2021, o indicador praticamente andou de lado, registrando queda de 0,1%. Como consequência, no acumulado do ano não houve variação e em 12 meses, a queda passou de -1,5% para -1,6%.


A queda em relação ao mês de agosto de 2021 foi leve, após forte retração observada em julho, mantida a base de comparação. Além disso, a curva de longo prazo do indicador, que vinha em queda acelerada, parece estar mais próxima de um ponto de inflexão, algo que também já era esperado.


“Os resultados mais tímidos do varejo nos dois últimos meses também são justificados pelo fato de o terceiro trimestre ser considerado um período mais fraco, sem grande apelo comercial, o que tende a mudar até o final do ano, não só pela contribuição da desaceleração da inflação e do aumento no valor do Auxílio Brasil, mas também por estarmos nos aproximando de dois eventos sazonais consideráveis, a Black Friday e a Copa”, diz Flávio Calife, economista da Boa Vista.


FONTE: dcomercio.com.br