Viver planeja expandir Solv, empresa que retoma obras paradas

O plano da empresa é montar um portfólio que tenha capacidade de tocar de cinco a dez obras por ano. Só na Região Sudeste, a companhia mapeou aproximadamente 1.500 canteiros problemáticos


A incorporadora Viver está se preparando para dar musculatura à Solv, braço de negócios que busca lucrar com a retomada de obras paradas e afundadas em brigas judiciais. A empresa foi criada anos atrás para encontrar soluções para os canteiros parados da própria Viver, que atravessou um processo de recuperação judicial (já finalizado). De lá pra cá, o negócio se mostrou mais rentável que a atividade original do grupo – construir e vender apartamentos – e acabou se transformando no principal filão lá dentro.

A Viver tinha cinco condomínios com obras paradas. Um foi vendido, três retomados e terminados, e o quinto e último está em fase final de conclusão. O trâmite passa por renegociação das dívidas com bancos e captação de recursos extras. Os compradores de imóveis na planta são peças fundamentais nesse ínterim. Muitos decidem sair do negócio e reaver os valores já pagos, enquanto outros são convencidos a terminar de pagar para receber o imóvel.


FONTE: ESTADÃO