Volume de serviços recua 0,1% em janeiro, aponta IBGE

Apesar da queda, o setor ainda opera 7% acima do patamar pré-pandemia.


O volume de serviços recuou 0,1% na passagem de dezembro de 2021 para janeiro deste ano. A queda veio depois de dois meses de altas, que acumularam ganho de 4,7% para o setor. Os números foram divulgados nesta quarta-feira, 16/03, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Apesar do resultado de janeiro, o setor de serviços ainda está 7% acima do nível de fevereiro de 2020, ou seja, do patamar pré-pandemia de covid-19.


Os serviços tiveram alta de 9,5% na comparação com janeiro de 2021 e de 12,2% no acumulado de 12 meses.


A receita nominal do setor recuou 1,6% na comparação com dezembro de 2021, mas subiu 15,3% em relação a janeiro do ano passado e 16% no acumulado de 12 meses.


Na passagem de dezembro para janeiro, três das cinco atividades pesquisadas tiveram queda no volume de serviços: informação e comunicação (-4,7%), serviços prestados às famílias (-1,4%) e outros serviços (-1,1%).


Por outro lado, duas atividades tiveram alta no mês: transportes (1,4%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (0,6%).


O índice de atividades turísticas, que também integra a pesquisa do IBGE, cresceu 1,1% ante dezembro, a oitava taxa positiva nos últimos nove meses, período em que acumulou um ganho de 69,6%. Apesar disso, o segmento de turismo ainda está 9,7% abaixo do patamar pré-pandemia.


Fonte: Diário do Comércio.